miércoles, 7 de marzo de 2012

LUCCIO DALLA

.






.

12 comentarios:

  1. Me gustó esta canción, llena de fuerza y de poesía. Entiendo mal el italiano, pero le saqué el sentido, Debo reconocer que no conocía nada de Lucio Dalla, sé que murió hace unos días, y le agradezco esta oportunudad de oirle cantar, María.
    Incondicionalmente, Manuel

    ResponderEliminar
  2. É verdade, cheio de poesia era o Lucio Dalla! Gostava muito dele. Esta canção é muito bonita!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Muito bonita a música.
    Não conhecia o cantor, só o vi agora nos blogues.
    Um beijinho grande

    ResponderEliminar
  4. Que delícia Maria, também não conhecíamos, muito bom.

    Obrigada pela dica.

    bjs nossos

    ResponderEliminar
  5. OLá querida María! Hoje venho deixar-te uma prenda "virtual": um selo no teu blogue: é um prémio: "Dardos".
    Foi-me oferecido e ofereço-o por minha vez...
    Com "dardos" tem de ser ás vezes, não é?
    Podes ir retirar o selinho do meu blog...Sei que não tens paciência mas eu quis dar-to!
    beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. Maria, tens uma prendinha para ti no meu blogue. Bem merecida.
    Um beijinho
    Chabela

    ResponderEliminar
  7. Um prêmio com o carinho da Cozinha dos Vurdóns:

    "O Prêmio Dardos reconhece os valores que cada blogueiro mostra em cada dia no seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais... que, em suma, demonstram a sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre as suas letras, entre as suas palavras."

    http://cozinhadosvurdons.blogspot.com/2012/03/nais-tuke-pelo-premio-batatas-festivas.html

    ResponderEliminar
  8. Minhas queridas amigas,o meu melhor prémio foi tê-las conhecido:
    soube que havia uma menina que se chamava Maria João quando tinha 12 anos, e pelos milagres da internet hoje sou amiga dela, e por ela e para ela comecei a escrever aqui. Depois vieram 5(+ duas)brasileiras fora de série, e graças a elas quando hoje passo por um cigano é como se fosse algo meu que tenho desamparado, invade-me um sentimento de ternura e de culpa ao mesmo tempo que me faz sentir mais humana. Logo veio a minha Chabelita, tão linda, tão fiel, tão transparente. E não posso esquecer o meu querido amigo Manuel, e o meu querido anónimo.
    Vocês são a razão de ser deste blog, e há mais alguém por aí...
    É bom saber que vos tenho realmente se algum dia o "barco" começar a meter água. Vivo no presente, mas também penso no futuro, e por isso dou tanta importância aos amigos de verdade, esses que nos sabem e querem ajudar quando alguma vez nos sintamos abatidos.
    Um abraço enorme para todos os meus amigos. Maria

    ResponderEliminar
    Respuestas
    1. Quando o barco meter água...vamos todos juntos ao fundo: isso é que é a amizade! Ou então, melhor: não deixamos o barco ir ao fundo...

      Eliminar
  9. Maria,

    Para o carinho, não existem distancias e nem fronteiras, é nisso que acreditamos e é assim que tentamos todos os dias das nossas vidas plantas mais flores. É nesse jardim que estamos agora, nós todas e disso, tenha certeza, estaremos sempre juntas.

    muitos beijos nossos

    ResponderEliminar
  10. Que bom termo-nos encontrado! E sermos amigas, porque a verdade é que o somos...Como soubeste dessa Maria João (um dia contas-me...)?
    Beijinhos e boa noite!
    J

    ResponderEliminar